Que tal um cineminha?

Recife sempre é referência para cidades vizinhas quando pensamos em baladas. Este ano, especialmente, em shows internacionais. Mas nem só de agitação vive o recifense, obviamente. O bom e velho costume de ir ao cinema também faz parte da agenda. Um deles, em especial, me chamou a atenção desde que cheguei: o da Fundação Joaquim Nabuco, mais conhecido como Cinema da Fundação.

Clique aqui para ouvir esse post no meu podcast

A sala de cinema, de 185 lugares, é confortável e bem estruturada, na minha humilde opinião de leiga. Além do ótimo preço – R$ 8 inteira e R$ 4 meia (preço que é único às quartas) -, a seleção de filmes é ótima. Mesmo para quem não gosta tanto dos filmes mais alternativos. O acesso também é bom, porque fica em um bairro central, o Derby. Tem ainda um ótimo café na antessala.

Foto: Otávio de Souza/Site da Fundaj

Por lá eu vi grandes filmes, animações e documentários ótimos como o sueco Deixa ela entrar (vão fazer uma refilmagem americana, veja esse primeiro), Sede de sangue, Doce Brasil Holandês, Mary and Max e, mais recentemente Como esquecer – em que Ana Paula Arósio mostra todo seu talento amadurecido além de seus lindos rosto e corpo.

Clique aqui para ver a programação da Fundação, cujo twitter é @CinemaFundacao

A Fundação
Ligada ao Ministério da Cultura, a Fundação Joaquim Nabuco foi fundada em 1949 e teve forte influência de Gilberto Freyre em sua criação e em seu desenvolvimento. A instituição trabalha com projetos e pesquisas ligados à cultura, priorizando o Nordeste e a vida de Joaquim Nabuco.

Outros cinemas
A cidade ainda dispõe de um cinema de rua – que eu saiba. É o São Luiz, no Centro, o mais antigo do Recife e que foi reformado em 2009. Os demais ficam nos shoppings (Tacaruna, Boa Vista, Plaza e Recife). Tem ainda um menorzinho, o Cine Rosa e Silva, que fica em um shopping chamado ETC na Avenida Rosa e Silva. Ainda não fui lá. Dizem que é ruim, mas barato.

É na cidade vizinha, Jaboatão dos Guararapes, que fica o de melhor estrutura, o do Shopping Guararapes, como já comentei aqui. É um pouco longe para quem não está na Zona Sul do Recife, mas vale a pena ir até lá para ver filmes de ação. A dica é ficar atento onde deixou o carro, porque os estacionamentos costumam ser amplos e mal sinalizados

Anúncios

Uma resposta para “Que tal um cineminha?

  1. Também é interessante(se ainda não foi) o cinema do teatro do Parque. Não sei se ainda em reformas. Mas o preço do ingresso há uns 10 anos é apenas um real. Filmes no padrão do cinema da Fundação. Ao todo na RMR há mais de 40 cinemas(shoppings inclusos)(Boa Vista, Tacaruna, Boa Viagem, Plaza e os citados da Rosa e Silva)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s